Refletir sobre o trabalho do psicólogo escolar nos remete a pensarmos sobre a importância desse profissional na educação infantil. Os primeiros 6 anos de vida da criança são marcados por um período de intensa aprendizagem e desenvolvimento. É nesse espaço, que chamamos de educação infantil, que se estruturam as bases do aprender a conhecer, aprender a fazer e aprender a ser. A escola é o primeiro grupo social que a criança faz parte, depois da família e, escolher a “escola ideal” para o filho é uma preocupação comum dos pais. Muitas são as inquietações, frente a essa escolha. Se preocupam se o filho vai receber os cuidados necessários na alimentação, nos momentos de sono, trocas de fralda, como também, com as questões que envolvem os aspectos afetivos, se darão colo, se vai receber carinho e se vai ficar feliz. Frente a esses sentimentos e contradições, a escola que conta com a presença de um psicólogo, em sua equipe, oferece um atendimento diferenciado, que começa no momento de acolhida às famílias que chegam para a visita.  O profissional vai escutar e acolher esses sentimentos, que muitas vezes surgem, principalmente com a mãe.

O psicólogo escolar, vai ter um olhar sobre todo o ambiente escolar, todas as questões relacionadas ao desenvolvimento integral da criança, bem como nas demandas familiares, através de atendimento individual ou na promoção de palestras temáticas. Sua atuação é no sentido da prevenção. Com os professores atua como suporte emocional, no manejo adequado das situações de sala de aula, na formação continuada, bem como com um olhar de escuta e atenção, frente às suas demandas particulares.

Cabe ao psicólogo escolar, em cada uma de suas ações, propiciar e promover um ambiente escolar acolhedor de aprendizagem, de crescimento e de afetividade. Por isso, a importância desse profissional na escola. Aqui na Escola Janelinha, a psicóloga está presente todos os dias da semana!

Tatiana Jeckel – Psicóloga CRP07/06247

Psicopedagoga

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *